domingo, 10 de novembro de 2013

A EXÓTICA MARRAKECH!

O Marrocos tem cidades belíssimas. As mais bonitas são as cidades imperiais- o "quarteto mágico" daquele país, que engloba Marrakech, Rabat, Fez e Meknes.  Talvez a mais imponente delas, em termos de arquitetura e força turística,  seja Marrakech.

Fundada em 1070 por um almorávida, a cidade se destaca por seus belos jardins, sua cor ocre (vermelha), pela medina (centro histórico), pela mesquita Koutubia e por sua praça principal, Djemaa El-Fna. 

A urbe ocre é a capital turística do Marrocos. Assim, enquanto Rabat é a capital administrativa e Fez, a espirtiual, Marrakech parece desenvolver  cada dia mais a indústria do turismo, embora algumas deficiências sejam facilmente perceptíveis - infraestrutura do aeroporto, que precisa ser melhorada e a  rede hoteleira, que pode ser incrementada. 

A cidade, vale salientar, tem múltiplas atrações.

A maior delas é, sem dúvida, a praça de nome impronunciável Djemma El-Fna. O local é uma autêntica loucura, na mais pura acepção da palavra. Não há no mundo uma praça mais exótica. Ali se encontram adestradores de macacos, encantadores de serpentes, vendedores de sucos de laranja, tatuadoras de rena (desaconselhável pela irritação que causa na pele), barracas de comidas, barracas de souvenires, motos andando na calçada, charretes com turistas passeando, dentistas extraindo dentes podres. Enfim, tem de tudo. Para os ocidentais, uma mistura assim soa um pouco violenta demais. É essa a impressão que tive, mas logo me acostumei com a "bagunça organizada"...            

Dica valiosa: conhecer a praça à noite, ou no final da tarde, quando fica lotada de marroquinos e turistas. E jantar na medina.


  


A praça é uma bagunça, mas é divertida..

Encantadores de serpentes e suas najas...

Perto da praça, e também dentro da medina, temos o souk, local em que se acha de tudo: roupas, camisas falsificadas de time de futebol, tapetes berberes, fitas cassete, azeitonas, frutas, jóias, os "babouches" (mistura de sapato com chinelo)...

Azeitonas são vendidas no souk de Marrakech.

A curiosa "FNAQUE" BERBERE dentro do souk.
O burro é um meio de transporte no souk de Marrakech..

Mas vale ressaltar: o mais famoso monumento da cidade ocre é mesmo a mais importante mesquita do Marrocos: a Koutoubia. O minarete é modelo para todas as mesquitas daquele país. É, também, o prédio mais alto daquela cidade, com 69 (sessenta e nove) metros. Nenhuma edificação na urbe pode suplantar essa medida.

A famosa Koutoubia.
Detalhe do minarete da Koutoubia.
Outras atrações da cidade merecem ainda ser destacadas. São elas: a medersa Ben Youssef (estupenda escola corânica, a mais importante do Marrocos junto com a de Fez, construída nos século XIV); as famosas muralhas da cidade (16 km de muros bem preservados); os jardins de Marrakech (Menara, Majorelle, Palmeraie); e o Palais El Bahia. 

Enfim, Marrakech é uma cidade de múltiplos encantos. Mas o maior deles é, sem dúvida, o seu exotismo, que a faz ser única no mundo.

2 comentários: